segunda-feira, dezembro 11, 2017

O idioma inglês tem um termo muito interessante: mixed fellings. É algo como sentimentos misturados, confusos. É aquela sensação positiva, boa de um lado e, ao mesmo, uma sensação negativa do outro. É o que senti hoje. Explico o porquê.

Essa semana tem sido especialmente singular para mim e todos nós que participamos do projeto Geração de Valor. A proximidade do evento GV TOP faz crescer nossa ansiedade e tomamos contato com mais histórias emocionantes de GVs incríveis.

Hoje de manhã tinha tudo para estar numa baita vibe. Além do evento, estarei às 16h00 no Virada Empreendedora e me encontrarei com diversos empreendedores e GVs maravilhosos. Lendo jornal, assistindo ao noticiário e vendo as notícias na web, porém, fui inundado por notícias escabrosas, premunições incrivelmente pessimistas desse Brasil que passa por um momento tão difícil. Praticamente um déjà vu.

Esse mesmo Brasil que está se esfacelando é responsável por muita prosperidade e crescimento representado pela história de vida e superação de pessoas extraordinárias que tenho conhecido nesse projeto tão especial. Só alguns exemplos (não vou citar nomes, ok?):

• Um jovem de Franca me enviou uma mensagem com uma pergunta sobre o GV TOP e comentou que irá viajar 500 km para aproveitar o GV TOP. Detalhe: ele tem 17 anos =0

• Ontem conheci um empresário GV que fundou uma empresa na periferia de São Paulo há cerca de 10 anos daquele jeito bem brasileiro: no cheque especial, cheios de dívidas etc. Hoje ele está recebendo um aporte de um big de um fundo gringo que vai despejar uma baita grana no negócio e, com isso, ele conquistou a independência financeira. E agora ele quer retornar essa graça que recebeu a sociedade

• Recebemos centenas de jovens querendo ser voluntários do evento GV TOP. Infelizmente só podemos selecionar 50. A mobilização dos não selecionados e o desejo de contribuir sem receber nada em troca é comovente. Ter de explicar porque a pessoa não foi selecionada para trabalhar de graça e ver a frustração causada e algo que parece ser muito distante do país das decepções, não é? Ah, um dado: boa parte dos inscritos para ser voluntário já tinha ticket. Ou seja, não se inscreveram para “assistir ao evento de graça”. Até porque, os selecionados terão de ralar muito 😉

Poderia escrever aqui mais uma dezena de casos como esses que me emocionam, mobilizam e incentivam a evoluir no meu projeto de vida pessoal. Porém, retorno ao começo do nosso texto. Qual é o feeling, o sentimento que devemos escolher? Qual é a sensação que deve vencer nesse dilema do pessimismo x otimismo.

Eu já escolhi o meu. Sou um otimista incorrigível e acredito, sobretudo, no potencial de transformação de cada ser humano. Nós podemos e devemos envidar nossos maiores esforços para mudar nosso contexto, pois podemos. Simples assim.

Sugiro que você escolha seu sentimento também. Estou certo que fará a escolha certa e que essa decisão será um norte para sua vida. Vamos nessa?

Até mais no Virada ou então na 2ª no GV TOP. Esse evento vai quebrar tudo \0/

P.S. Ficou grande o post, né? Também fiquei preocupado parecendo “auto-ajuda” demais. Quer saber? Dane-se. Vai assim mesmo 😉

Sandro Magaldi é CEO e co-fundador do meuSucesso.com, a maior plataforma de empreendedorismo do Brasil impactando milhões de empreendedores mensalmente. É considerado um dos maiores experts em Gestão Estratégica de Vendas do país e autor do livro “Vendas 3.0: Reposicionando o vendedor, a equipe de vendas e toda a organização” definido pelo Pai do Marketing moderno Philip Kotler como “um daqueles livros que nos faz pensar”.

0 Comments

Leave a Comment

Magaldi nas redes:

INSTAGRAM

LINKEDIN

YOUTUBE

Twitter

Newsletter

Assine minha lista e receba, em primeira mão, todas as novidades que passarem por aqui!