segunda-feira, dezembro 11, 2017

Em uma passagem do livro Felicidade do Eduardo Gianetti – muito bom, a propósito – fui estimulado por uma provocação muito instigante: E se existisse uma pílula da Felicidade? Ao tomar essa pílula instantaneamente você ficaria feliz. Simples assim.
A pergunta é: você tomaria essa pílula?
Pode parecer uma decisão simples, mas é o tipo de questão que tem o potencial de nos tirar da zona de conforto.
Pense comigo: A felicidade não é um fim em si mesma. O grande lance é a caminhada. O maior prazer não é o sucesso em si e sim o deleite por ter chegado lá.
É por isso que quando atingimos nossos objetivos já ambicionamos outros. A adrenalina vem da jornada. Isso também explica a inquietude que caracteriza àqueles que estão sempre em movimento. É a inquietude da busca pelo prazer, da realização do protagonismo. É dessa busca que estou falando.
Existe uma frase no estudo de caso de Carlos Wizard que me marcou bastante: “Eu descobri que quando você realiza um sonho, você descobre também que existem sonhos ainda maiores para serem realizados”
Isso explica o fato dele ter, depois de ter vendido seu negócio, o Grupo Multi, por R$ 1,9 bilhão, adquirir, logo na sequência, a Mundo Verde em outra transação milionária. Que inquietude, não é?
Como já dizia Guimarães Rosa: O que vale na vida não é o ponto de partida e sim a caminhada.
Eu nunca abriria mão dessa jornada. Por pílula nenhuma 😉

Sandro Magaldi é CEO e co-fundador do meuSucesso.com, a maior plataforma de empreendedorismo do Brasil impactando milhões de empreendedores mensalmente. É considerado um dos maiores experts em Gestão Estratégica de Vendas do país e autor do livro “Vendas 3.0: Reposicionando o vendedor, a equipe de vendas e toda a organização” definido pelo Pai do Marketing moderno Philip Kotler como “um daqueles livros que nos faz pensar”.

0 Comments

Leave a Comment

Magaldi nas redes:

INSTAGRAM

LINKEDIN

YOUTUBE

Twitter

Newsletter

Assine minha lista e receba, em primeira mão, todas as novidades que passarem por aqui!