segunda-feira, dezembro 11, 2017

A educação sempre se pautou por essa visão: sem esforço, não há ganho. Assim, sobretudo nos meios mais clássicos, sempre fomos provocados e obrigados a trabalhar arduamente, muitas vezes, decorando conteúdos gigantes para aprender.

Mais recentemente chegamos à conclusão que esse modelo do decoreba não funciona já que as informações básicas estão disponíveis a qualquer momento e em qualquer lugar de forma muito simples e cômoda.

Verdade? Não sei, não…

Muitas vezes tenho a perspectiva que apenas mudou o meio, mas o método básico de absorção pouco eficiente de conhecimento continua o mesmo ou piorou. Quando você realiza uma pesquisa para coletar determinada informação, se não for aportada análise crítica, inteligência, você apenas mudou o método, porém continua não aprendendo nada.

Pior. Foi excluído o pain da equação. Quando você realizava uma pesquisa pelos métodos tradicionais, antigos, era necessário esforço na busca por fontes onde o processo de análise já começava. Mesmo o ato de copiar o texto para o caderno já demandava algum tipo de memorização desse conteúdo. Hoje é tudo no “cuty/paste”.

A solução então é retornar ao passado? Óbvio que não. O modelo de educação baseado na repetição é arcaico, obsoleto e não gera os resultados requeridos. É necessário incentivarmos um modelo que gere reflexão crítica, profundidade de análise e se utilize da tecnologia como facilitadora do processo de aprendizado e não como substituta de um modelo que não funciona.

Todos os agentes de educação necessitam revisar suas teses e se comprometer a estimular seus alunos a pensarem, refletirem, porém não podemos delegar a responsabilidade apenas aos meios formais. É requerido um comportamento individual mais proativo perante ao processo de formação educacional.

Ao apontar o dedo para um agente externo, você se desempodera, pois delega a um terceiro uma responsabilidade que lhe cabe. Sugiro uma reflexão: o que você está fazendo para se educar, para estar pronto para todos os desafios impostos pela sociedade, para, sobretudo, ser uma pessoa melhor?

Eu penso nisso todos os dias da minha vida e essa inquietude me mobiliza na busca por conhecimento. Adquira esse hábito. E lembre-se: no pain, no gain!

Sandro Magaldi é CEO e co-fundador do meuSucesso.com, a maior plataforma de empreendedorismo do Brasil impactando milhões de empreendedores mensalmente. É considerado um dos maiores experts em Gestão Estratégica de Vendas do país e autor do livro “Vendas 3.0: Reposicionando o vendedor, a equipe de vendas e toda a organização” definido pelo Pai do Marketing moderno Philip Kotler como “um daqueles livros que nos faz pensar”.

0 Comments

Leave a Comment

Magaldi nas redes:

INSTAGRAM

LINKEDIN

YOUTUBE

Twitter

Newsletter

Assine minha lista e receba, em primeira mão, todas as novidades que passarem por aqui!