O medo de perder não pode ser mais forte que a vontade de vencer

12 Janeiro 2018

Você já percebeu como, ao sermos defrontamos por uma adversidade fora do radar, temos a tendência automática de pensar o pior ao invés de nos distanciar do problema par encontrar a melhor solução?

Essa mentalidade faz parte de nosso legado cultural e está muito presente em nossa sociedade. Essa onipresença, aliada aos urubus de plantão, nos influencia e, quando menor percebemos, nossos pensamentos estão envoltos em uma nuvem negra de reflexões negativas e o medo emerge com força causando, muitas vezes, a paralisia.

Esse é um caminho perigoso, pois não resulta em comportamento proativo, em ação prática.

A solução passa por cuidar de seu maior patrimônio: você mesmo. Se autoconhecer, estudar, se nutrir de referências positivas.

O medo sempre vai existir e você não pode negá-lo. Ele não pode, no entanto, ele não pode ser mais forte do que a gana, a vontade de vencer.

É esse desejo irrefreável que é capaz de feitos extraordinários que, geralmente, até mesmo você desconhece que é capaz.

A todo momento me nutro de algo que me fortaleça, pois as travas mentais surgem diariamente. Ou melhor, "minutariamente" como diz meu amigo, Rony Meisler.

E você? O que faz para se fortalecer?