Você sabia que nossa tendência natural é valorizar o fracasso?

27 maio 2018

Estava realizando uma pesquisa para a produção de um capítulo sobre cultura que estamos produzindo em continuidade ao projeto do livro "Gestão do Amanhã", que está migrando para ser uma plataforma de conteúdos (mais adiante conto essa história), quando resgatei um artigo muito relevante que tem como principal tema resiliência.

O que mais me chamou atenção nesse artigo foi a apresentação de algumas características do cérebro humano que explicam os motivos da necessidade de nutrirmos uma mentalidade positiva diariamente.

Em síntese, os modelos naturais de funcionamento cerebral privilegiam a prevenção e estabilidade.

Com isso, tendem a valorizar as perspectivas negativas para fortalecer o senso de sobrevivência.

Alguns exemplos:

O cérebro é naturalmente negativo
Existe uma predisposição natural para notícias desagradáveis. Uma demonstração desse comportamento é que experiência negativas levam um segundo, no máximo, para serem codificadas em memória de longa duração. As positivas levam de 10 a 12 segundos.
Existem mais palavras para emoções negativas (62%) do que positivas (32%) no dicionário de língua inglesa.

O cérebro é preguiçoso
Existe a tendência por economia de esforço e processamento cerebral e, como consequência, a predisposição por tomar as decisões mais confortáveis em detrimento das ótimas. Assim, a possibilidade de manipulação fácil proveniente de premissas inconsistentes é uma realidade.

O cérebro está programado para ser preocupar
O cérebro tende a ficar incansavelmente obcecado por problemas e preso a um looping improdutivo. Pesquisas mostram que a tendência a se preocupar constantemente é incrivelmente tóxica para a saúde humana.

O cérebro precisa de previsibilidade
Quando na realidade experimentada é incompatível com a esperada, tende a aparecer a dúvida, a ansiedade e a incapacidade de tomar decisões (paralisia cognitiva)

Esses achados, provenientes de Estudos científicos e Pesquisas, só reforçam a tese de que é indispensável que você cuide de sua saúde mental nutrindo seu pensamento com boas referências e procurando sempre se distanciar do problema para ter uma visão menos enviesada possível.

Do contrário, a tendência é você ficar imerso no universo da negatividade e das preocupações o que pode gerar paralisia e improdutividade.

Não se trata de conselho barato de literatura de auto-ajuda. A ciência explica os riscos e oportunidades advindas da natureza humana.

Negligenciar esse sistema é sinônimo de cair no mesmo risco do looping negativo que não leva ninguém a lugar algum.

Sempre digo que se adiantasse ficar reclamando pelos cantos das adversidades, eu seria o primeiro a adotar esse comportamento.

A realidade, no entanto, é muito distinta dessa perspectiva..