A Gamificação social na China

15 Abril 2018

Por incrível que possa parecer, ainda é minoria a parcela da população que reconhece que passamos por uma transformação em nossa sociedade com poucos precedentes históricos.

Essa transformação é protagonizada pela tecnologia e todos os fenômenos gerados por sua onipresença como inteligência artificial, big data, internet das coisas etc.

Quem ainda dúvida dessa visão, deve acessar esse link e ler atentamente essa matéria publicada no jornal O Estado de S.Paulo e todas as suas derivações.

O Governo Chinês irá levar a padrões inéditos o controle sobre seus cidadãos com a tecnologia. Por meio de um sistema de rating, cada indivíduo será avaliado de acordo com seu padrão de comportamento.

Essa nota lhe permitirá ter acesso a benefícios sociais e privados exclusivos. É óbvio que, ao mesmo tempo, oferecerá ao Governo um universo de conhecimento e acesso a informações individuais irrestritamente.

É a gamificação social.

Aquilo que assistíamos impressionados em “Black Mirror” não é um exercício futurista. Está acontecendo aqui e agora.

Não é mais possível negligenciar as transformações. Tampouco devemos nos afastar da tecnologia em um processo de negação. Será pior, pois ela é onipresente.

Temos de aprender a viver nesse novo mundo e extrair valor das ameaças.

Aliás, aquela frase “isso acontece como no Black Mirror” logo se transformará em um daqueles termos que se transformam em adjetivo da semântica regular de nosso vocabulário.

#gestãodoamanhã